Brasil
Agricultura

Arroz: tratamento de sementes para a produtividade na lavoura

O bom estabelecimento da lavoura, da uniformidade e sustentabilidade do sistema produtivo começa na escolha da semente.

Renan Umburanas - Engenheiro Agrônomo.

arroz (Oryza sativa L.) é uma das principais culturas cultivadas no mundo em valor e em volume de produção. Para a cultura alcançar um estande adequado, no entanto, é essencial utilizar sementes de boa qualidade e certificadas.

Sementes não certificadas (piratas) podem trazer contaminantes como sementes de plantas daninhas, principalmente o arroz vermelho. O pólen do arroz vermelho pode fecundar as outras plantas de arroz, bem como contaminar o lote com grãos vermelhos que irão depreciar a qualidade dos grãos colhidos e, por consequência, a rentabilidade do produtor.

Qual é a melhor a semente, então? A melhor semente é aquela oriunda de campo conduzido e certificado para produzir sementes, já que o manejo para um campo com esta finalidade é diferente de um campo para produzir grãos. Os critérios de um campo de produção de sementes são regulamentados e inspecionados pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Sementes de boa qualidade

 

O uso de sementes certificadas traz maior segurança ao produtor e permite que o cultivar expresse o máximo do seu potencial genético. Isso atesta que a semente apresenta os seguintes atributos:

- Procedência conhecida;

- Alta pureza genética;

- Alta qualidade sanitária (livre de pragas, doenças e plantas daninhas);

- Livre de impureza, como material inerte e sementes de outras espécies (principalmente plantas daninhas); e

- Boa qualidade fisiológica, que representa alta germinação e vigor.

Confira mais informações sobre o uso de sementes certificadas.

Tratamento de sementes

Aliado ao uso de sementes certificadas, outro atributo que contribui para mais produtividade na cultura do arroz é o uso de tratamento de sementes com fungicidas e inseticidas, principalmente. Alguns exemplos de doenças e pragas que podem ser mitigados com o uso de sementes tratadas estão listados na Tabela 1.

 

 

Tabela 1. Exemplos de doenças e pragas que podem ocorrer no estabelecimento da cultura do arroz

As doenças que podem ocorrer na plântula de arroz podem ser oriundas de patógenos da semente, do solo e do ar, e todas podem prejudicar o estabelecimento inicial de plantas. A principal função do tratamento de sementes é evitar a mortalidade de plântulas durante a germinação e, consequentemente, estabelecer maior número de plântulas.

O prazo de longevidade do tratamento de semente inicia no momento em que a semente está semeada, e não no momento da emergência. Quando a semente emerge em uma semana, o tratamento de semente apresenta melhor eficácia. Quando a germinação atrasa mais que uma semana, a eficácia do tratamento da semente pode ser reduzida. Ou seja, essa eficácia está relacionada ao uso de semente com bom vigor e alta germinação (boa qualidade).

Entretanto, estudos com polímeros vêm mostrando resultados promissores em que é possível tornar o tratamento de semente mais resiliente às condições desfavoráveis (Fagundes et al., 2017). O uso de polímeros pode promover maior adesão do ingrediente ativo na semente, minimiza a contaminação e a lixiviação do ingrediente ativo.

Outro fator relacionado a redução da eficácia do tratamento de semente é a “lavagem” do campo na ocorrência de grande volume de chuvas.

Confira mais informações sobre tratamento de sementes, aqui no Blog Agro BASF.

Azospirillum

Existe também a opção de inocular as sementes com Azospirillum, pois contribui para a fixação de nitrogênio pelas plantas de arroz.

Germinação e estabelecimento

Na germinação da semente de arroz, a temperatura é o fator mais importante, sendo o intervalo ideal entre 20 a 30 °C. A germinação também pode ser acelerada pelo pré-umedecimento da semente. (Takahashi, 1984). No plantio direto e no cultivo mínimo, o solo pode ter menor temperatura em relação ao manejo convencional, o que pode requerer densidade de semeadura maior (Peske e Rosenthal, 2012).

Portanto, no arroz o uso do tratamento de sementes, bem como sementes de boa qualidade, favorece maior estabelecimento de plantas, bem como um crescimento inicial mais vigoroso. Tais fatores são preponderantes em um manejo para alta produtividade e rentabilidade ao produtor.

Referências

Adams, A., Gore, J., Musser, F., Cook, D., Catchot, A., Walker, T., & Dobbins, C. (2015). Efficacy of selected insecticides applied to hybrid rice seed. Journal of economic entomology, 109(1), 200-206.

Fagundes, L. K., Nunes, U. R., Prestes, O. D., Fernandes, T. S., Ludwig, E. J., & Saibt, N. (2017). Rice seed treatment and recoating with polymers: physiological quality and retention of chemical products. Revista Caatinga, 30(4), 920-927.

Seed Germination and Seedling Growth. Takahashi N. In: Biology of Rice (Livro). Tsunoda S. e Takahashi N., 1984.

Peske, S.T.; Rosenthal, M.D.; Rota, G.R.M. Sementes: Fundamentos científicos e tecnológicos. 3ª edição. Pelotas: Editora rua Pelotas, 2012. 573p.

Science Daily

Missisipi Crops

Quer receber outros conteúdos, estudos exclusivos, ebooks e convites para eventos?

Leia mais:

Conheça as soluções da BASF para este cultivo:

Arroz

Plantas daninhas como Arroz-vermelho prejudicam a produtividade e qualidade da plantação de arroz. Saiba como ter uma maior rentabilidade na lavoura.

Lista de Distribuidores

Confira os distribuidores da sua região.