Usamos cookies de navegação neste site para garantir uma experiência mais personalizada e responsiva a você. Ao fazer uso, você também concorda com nossa Política de Privacidade de Dados. Saiba mais como cookies são utilizados ou como bloqueá-los ou deletá-los.

Brasil
Agricultura

Cultura do algodão

O complexo de Lagartas e a Ramulária podem prejudicar a produtividade do algodoeiro. Por isso, sempre utilize soluções que assegurem a qualidade do cultivo.

Saiba como a BASF pode auxiliar no manejo eficiente da lavoura de algodão

Quando falamos de doenças, a Ramulária (Ramularia aréola) é vista como uma das mais importantes e agressivas para o cultivo do algodão. A sua ocorrência é mais favorável em condições de alta umidade, como ocorre na região centro-oeste, onde se concentra mais de 90% da produção nacional.

 

Os sintomas da Ramulária são vistos nos dois lados da folha, apresentam lesões de formato irregular e coloração branca. Em casos mais severos, pode ocorrer a desfolha precoce nas plantas, causando perdas de até 35% na produtividade do algodão, além da queda na qualidade da fibra. O controle com fungicidas é recomendado logo após o aparecimento dos primeiros sintomas da doença.

 

As pragas como o Bicudo-do-algodoeiro (Anthonomus grandis) e as Lagartas também merecem atenção especial por parte dos produtores. A Lagarta-das-maçãs (Heliothis virescens) e a Lagarta-militar (Spodoptera frugiperda) danificam os botões florais e “maçãs”, prejudicando o desenvolvimento do algodoeiro. É importante fazer o monitoramento constante, seguido do manejo integrado de pragas, e assim definir o melhor método de controle.

 

Conheça os produtos recomendados pela BASF para o cultivo do algodão: 

Portfólio

Conheça as Soluções BASF para o cultivo do Algodão e seu momento de aplicação!

Clique nos botões para navegar na imagem 

Algodão com Biotecnologia Liberty Link®

Algodão Convencional

Dicas no Manejo

Produzimos uma série de conteúdos para te instruir melhor sobre o manejo do cultivo e as melhores práticas com as Soluções BASF

Rastreabilidade de Sementes

Conheça nosso canal que permite o acompanhamento da qualidade das sementes adquiridas, para os cultivos de soja e algodão.

Smart farming, using modern technologies in agriculture. Male agronomist farmer with digital tablet computer in wheat field using apps and internet in agricultural production and crop protection, selective focus

Seletor de Variedade

Indique as características da sua lavoura de algodão e veja qual variedade FiberMax® é a ideal para maximizar a sua produtividade.

Texto Legal

ATENÇÃO Uso exclusivamente agrícola. Aplique somente as doses recomendadas. Descarte corretamente as embalagens e restos de produtos. Incluir outros métodos de controle do programa do Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponíveis e apropriados. Restrição temporária no Estado do Paraná na cultura do algodão: Standak® Top para os alvos Colletotrichum gossypii, Fusarium oxysporum f.sp. vasinfectum e Lasiodiplodia theobromae, Opera® Ultra para o alvo Myrothecium roridum e Fastac® 100 SC para o alvo Heliothis virescens. Os produtos mencionados estão devidamente registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) sob os números: Standak® Top nº 01209, Heat® nº 01013, Poast® nº 01128798, Poquer® nº 8510, Pix® HC nº 06400, Orkestra® SC nº 08813, Opera® Ultra nº 9310, Opera® nº 08601, Comet® nº 08801, Caramba® 90 nº 01601, Spot® SC nº 0516, Pirate® nº 05898, Nomolt® 150 nº 01393, Imunit® nº 08806, Fastac® 100 nº 02793, Fastac® 100 SC nº 04496 e Fastac® Duo nº 10913.

Conheça nossas soluções