Choose a location

    Cultura de Soja


    CULTURA DA SOJA

    Sabemos que pragas, plantas daninhas e doenças como a ferrugem asiática e a antracnose podem comprometer a produtividade da cultura da soja.

    Saiba como a BASF pode auxiliar no manejo eficiente da soja

    A ferrugem asiática é uma das doenças da soja mais agressivas e pode aparecer em qualquer fase de desenvolvimento da planta. Os primeiros sintomas são pequenas lesões cinza na parte inferior das folhas que podem avançar e comprometer toda uma safra. Assim, para um controle efetivo é fundamental o monitoramento da lavoura e a aplicação de fungicidas no momento adequado.

    Confira nossas dicas para melhorar a produtividade e para o manejo eficiente da ferrugem asiática

    Além de doenças como antracnose, mancha-alvo e oídio; pragas como lagartas e percevejos estão entre as grandes preocupações dos produtores de soja. A partir de determinado nível de infestação da praga, o rendimento e a qualidade dos grãos e sementes são comprometidos, resultando em danos irreversíveis para a lavoura. Conheça o tratamento de sementes, herbicidas e inseticidas para soja da BASF.

    A BASF recomenda os seguintes produtos para a cultura da soja

    Resultados de produtividade

    Conheça os resultados de produtividade de soja levantados pelos técnicos da BASF em diferentes regiões durante a safra 2015/2016.
    Escolha o Estado e a Cidade ou clique no mapa para saber o ganho de produtividade por região, ao utilizar as soluções BASF para cultura da soja.

    < Voltar ao mapa do Brasil

    Rio Grande do Sul

    Santa Catarina

    Paraná

    São Paulo

    Mato Grosso do Sul

    Minas Gerais

    Goiás

    Mato Grosso

    Bahia

    Tocantins

    Paraíba

    Maranhão

    Piauí

    Contagem - MG

    Resultados médios de 12 áreas demonstrativas.

    Produtividade BASF
    117 sc/ha
    Produtividade Padrão
    115 sc/ha
    Ganho com BASF
    2 sc/ha

    Confira mais informações:

    Manejo eficiente

    10 dicas para o manejo eficiente da ferrugem asiática:

    A ferrugem asiática, ou ferrugem da soja, é uma doença agressiva e de difícil controle que traz muitos transtornos aos agricultores que produzem soja. Pesquisas indicam que ao longo dos anos o fungo causador dessa doença vem se tornando resistente, trazendo perda de performance de alguns defensivos agrícolas.

    Pensando em assegurar o sucesso no controle da ferrugem asiática e garantir a produtividade, muitos agricultores têm usado diferentes ferramentas de manejo. Apostar no defensivo agrícola correto é o primeiro passo para um manejo seguro. No entanto, além da escolha do produto, é preciso que o agricultor adote alguns hábitos em sua lavoura, confira:

    Respeite o “vazio sanitário”

    Rotacione os fungicidas com diferentes modos de ação

    Priorize variedades com ciclo mais precoce e com maior tolerância genética

    Faça no máximo duas aplicações de carboxamida

    Utilize tecnologias de aplicação eficientes

    Associe multissítios aos fungicidas

    Faça aplicações preventivas

    Não plante soja “safrinha”

    Respeite o intervalo entre as aplicações e doses recomendadas

    Faça a rotação de culturas

    Com amplo portfólio de produtos para proteção do cultivo da soja, a BASF se orgulha por ter construído junto ao agricultor brasileiro um sólido e sincero trabalho no combate à ferrugem asiática desde o seu surgimento no Brasil. Desde o início, recomendando a realização de aplicações preventivas e o uso de produtos com diferentes mecanismos de ação.

    overview

    Confira a opinião de especialistas sobre como realizar um Manejo Eficiente:

    Manejo Eficiente da Ferrugem – Abertura

    Confira a opinião de especialistas sobre como realizar um Manejo Eficiente da Ferrugem da Soja.
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente da Ferrugem – Abertura

    Confira a opinião de especialistas sobre como realizar um Manejo Eficiente da Ferrugem da Soja.
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 1

    Ambiente Favorável [1/3 Forcelini]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 1

    Ambiente Favorável [2/3 Carregal]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 1

    Ambiente Favorável [3/3 Carlin]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 2

    Resistência [1/3 Forcelini]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 2

    Resistência [2/3 Carregal]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 2

    Resistência [3/3 Carlin]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 3

    Multissítios [1/3 Forcelini]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 3

    Multissítios [2/3 Carregal]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 3

    Multissítios [3/3 Carlin]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 4

    Morfolinas [1/3 Forcelini]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 4

    Morfolinas [2/3 Carregal]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 4

    Morfolinas [3/3 Carlin]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 5

    Aplicação [1/3 Forcelini]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 5

    Aplicação [2/3 Carregal]
    //img.youtube.com/vi//hqdefault.jpg

    Manejo Eficiente – Episódio 5

    Aplicação [3/3 Carlin]

    Produtividade

    Conheça 7 dicas para aumentar a sua produtividade na cultura da soja:

    1. Escolha sementes de procedência e certificadas

    Para ter uma lavoura de soja rentável o agricultor deve levar em consideração a escolha de semente certificada e de qualidade. Esse insumo é essencial no alcance de bons resultados de produtividade.

    2. Faça o plantio considerando o clima e ciclo da soja

    É importante que o produtor faça a semeadura sempre que o clima estiver favorável e respeitando o ciclo da variedade de soja escolhida. Essa prática contribui para o desenvolvimento uniforme das plantas, minimiza a incidência de doenças e o risco de replantios.

    3. Garanta a qualidade das aplicações na lavoura de soja

    Utilize equipamentos conservados, com pontas em bom estado; use a dosagem correta, com taxa de aplicação adequada ao estágio da lavoura de soja e sempre respeite o intervalo adequado entre as aplicações. Esteja atento às condições climáticas no momento do manejo químico e garanta a capacitação dos operadores de máquinas pulverizadoras.

    4. Respeite a bula do produto

    Siga as orientações da bula sobre a dosagem, taxa e intervalo de aplicação. Além de levar em consideração a temperatura no momento de iniciar o controle químico. A presença ou ausência do patógeno e as condições climáticas favoráveis são fundamentais para o manejo de resistência na cultura da soja.

    5. Use inseticidas com diferentes modos de ação

    Para se obter sucesso no manejo da resistência das doenças da soja, uma importante estratégia a ser implementada é o uso de misturas prontas de fungicidas com diferentes mecanismos de ação, rotacionar o uso dos diferentes fungicidas disponíveis no mercado como Triazois, Estrobilurinas, Carboxamidas, Morfolinas e Multissitios, além da associação dos produtos registrados aos fungicidas multissitios, sempre respeitando as recomendações de uso de cada produto e o intervalo entre aplicações.

    6. Entenda a dinâmica das doenças, pragas e plantas daninhas

    Consulte sempre um profissional habilitado para extrair o melhor resultado de cada ferramenta a ser utilizada na cultura da soja.

    7. Monitore

    É preciso adotar uma estratégia de monitoramento constante das lavouras de soja para que a tomada de decisão do agricultor seja cada vez mais assertiva.

    Campeões CESB

    Conheça os sojicultores vencedores do Desafio Nacional da Máxima Produtividade CESB, na safra 2017-2018. Usando soluções BASF, alcançaram produtividades superiores a 100 sc/ha.

    SAFRA 2017-2018

    CAMPEÃO NACIONAL E SUL
    GABRIEL BONATO
    127,01 sc/ha

    Usou Standak® Top, Ativum®, Versatilis® e Nomolt® 150.
    “Quero agradecer à BASF pela parceira pela produtividade que tivemos esse ano e dizer para todos os amigos agricultores que os produtos da BASF passam muita confiança e eu recomendo”.

    Safra 2017-2018

    CAMPEÃO SUDESTE
    FAMÍLIA GUIMARÃES
    108,96 sc/ha

    Usou Standak® Top, Orkestra® SCAtivum®, Spot® SC, Pirate® e Nomolt® 150.

    Safra 2017-2018

    CAMPEÃO NORTE-NORDESTE
    MARCELINO FLORES
    104,40 sc/ha

    Usou Standak® Top, Gelfix 5, Orkestra® SCAtivum® e Nomolt® 150.

    Safra 2017-2018

    CAMPEÃO IRRIGADO
    VITOR CEOLIN
    113,04 sc/ha

    Usou Standak® Top, Orkestra® SCAtivum®, Versatilis® e Nomolt® 150.

    Conheça também alguns dos ganhadores de safras anteriores que também utilizaram soluções BASF para o manejo eficiente das lavouras de soja.

    SAFRA 2016-2017

    CAMPEÃO NACIONAL E SUL
    MARCOS E ALEXANDRE SEITZ
    149,08 sc/ha

    “Somos a quarta geração de uma família que se desenvolveu junto ao agronegócio brasileiro. Sabemos o quanto a adoção de novas tecnologias aliada a um correto manejo na lavoura pode fazer toda a diferença. Nesse sentido, novamente a BASF esteve ao nosso lado nos auxiliando na tomada de decisão para um controle fitossanitário eficiente, que contribuiu para o excelente resultado em produtividade”. – Alexandre Seitz.

    Safra 2016-2017

    CAMPEÃO CENTRO-OESTE
    AGRÍCOLA ZANELLA - ELTON ZANELLA
    122,20 sc/ha

    Safra 2015-2016

    CAMPEÃO NACIONAL E SUDESTE
    JOÃO CARLOS DA CRUZ
    120 sc/ha

    “A BASF foi de grande importância para chegarmos a esse objetivo. Nos apoiou e orientou do começo ao fim e os produtos foram extremamente eficientes para alcançarmos a sanidade na lavoura. Para a próxima safra, já adquirimos as soluções BASF para soja e queremos repetir o bom resultado de produtividade”.

    Ensaios Cooperativos de Rede

    Com altas produtividades e excelente controle da ferrugem da soja, os agricultores que escolhem Orkestra® SC e Ativum® saem na frente.
    Confira os excelentes resultados dos produtos nos Ensaios Cooperativos de Rede:

    A maior produtividade é consequência do melhor controle de mofo-branco. Confira o excelente resultado de Spot® SC nos Ensaios Cooperativos de Rede:

    Uso exclusivamente agrícola. Aplique somente as doses recomendadas. Descarte corretamente as embalagens e restos de produtos. Incluir outros métodos de controle do programa do Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponíveis e apropriados. Restrição temporária no estado do Paraná para o Standak® Top na cultura do algodão para os alvos Colletotrichum gossypii, Fusarium oxysporum f.sp. vasinfectum e Lasiodiplodia theobromae, na cultura do milho para o alvo Pythium spp., sorgo para os alvos Alternaria alternata, Aspergillus spp., Colletotrichum graminicola, Fusarium moniliforme, Penicillium spp., Phoma spp. e Pythium spp. e trigo para o alvo Pythium spp. Registro MAPA: Standak® Top nº 01209; Ativum® nº 11216; Orkestra® SC nº 08813; Versatilis® nº 001188593; Spot® SC nº 0516; Status® nº 6210; Pirate® nº 05898; Nomolt® 150 nº 01393; Fastac® Duo nº 10913; Fastac® 100 nº 002793; Heat® nº 01013; Basagran® 600 nº 0594; Poquer® nº 08510.

    TOP
    PROD-AEM