Usamos cookies de navegação neste site para garantir uma experiência mais personalizada e responsiva a você. Ao fazer uso, você também concorda com nossa Política de Privacidade de Dados. Saiba mais como cookies são utilizados ou como bloqueá-los ou deletá-los.

Brasil
Agricultura

Morfolina - novo “aliado” do agricultor no combate a ferrugem asiática da soja

Produtores de soja poderão contar com um novo grupo químico no combate a ferrugem asiática, a morfolina. 

Giovane Assoni - ESALQ / USP

Morfolina e ferrugem asiatica na cultura da soja.jpg

Na safra atual, tempo úmido, quente e chuvoso nas principais regiões produtoras de soja do Brasil, tem propiciado condições ideais para o sssdesenvolvimento do fungo Phakopsora pachyrhizi, responsável por causar a doença da Ferrugem asiática.

Segundo informações do Consórcio Antiferrugem até o presente momento foram constatadas 547 focos da doença, atingindo grande parte dos estados produtores.

Porém, nessa safra há uma ótima notícia aos produtores de soja, pois agora poderão contar com uma nova “arma” no manejo da ferrugem, trata-se da morfolina.

A morfolina é um novo grupo químico para o controle da ferrugem asiática da soja. De ação sistêmica e atuando na colonização dos fungos, esses produtos irão agir na síntese de ergosterol do fungo, síntese essa que é responsável pela formação da membrana do patógeno.

Os Triazóis (produtos já conhecidos do sojicultor) também são fungicidas que agem na síntese do ergosterol, porém essa ação é dada em locais diferentes, ou seja, em enzimas diferentes (Figura 1).


 

Figura 1 – Ação da Morfolina na síntese de ergosterol em comparação aos triazóis

Até o momento, as Morfolinas não apresentam resistência cruzada com nenhum dos outros produtos utilizados no controle da ferrugem asiática (estrobilurinas, triazóis e carboxamidas), desse modo, esse grupo químico terá um papel fundamental no manejo da resistência do fungo P. pachyrhizi.

Recomenda-se a utilização da morfolina no manejo com outros fungicidas, tais como os Multissítios, os Triazóis e as Estrobilurinas. Além disso, é recomendado que o seu uso seja feito durante aplicações finais (3ª e 4ª aplicações), quando a lavoura apresenta um indício, ou um começo de inóculo.

A aplicação desse novo produto será mais uma importante ferramenta no combate a ferrugem, ajudando no manejo da resistência do fungo e na melhor perfomance de produtos já utilizados.

Vale ressaltar que para um correto controle da doença, o tratamento químico aqui citado deve sempre ser utilizado em conjunto com outras estratégias de manejo, tais como:

  • Eliminação de plantas de soja voluntárias;
  • Ausência de cultivo de soja durante a entressafra (respeito do vazio sanitário);
  • Utilização de cultivares de ciclo mais precoce;
  • Constante monitoramento da lavoura;
  • Aplicações preventivas, utilizando fungicidas registrados na dose recomendada;
  • Adoção de rotações de culturas;
  • Respeito ao intervalo entre as aplicações;
  • Utilização de tecnologias de aplicação eficientes.

Amigo produtor, as morfolinas são uma nova ferramenta para você utilizar na sua lavoura no combate a ferrugem asiática, porém nunca se esqueça da utilização das boas práticas agrícolas.

Quer receber outros conteúdos, estudos exclusivos, ebooks e convites para eventos?

Leia mais:

Conheça as soluções da BASF para este cultivo:

BR-banner-pequeno-APP-BASF-agro.jpg

BASF Agro App

Com o BASF Agro app, você encontra de forma rápida e prática as melhores soluções para o combate eficiente de pragas, doenças, plantas daninhas e muito mais!

BR-Agroclima-PRO.jpg

Agroclima PRO BASF

Informações de tempo e clima personalizadas de acordo com a sua região! Sua lavoura com mais qualidade e produtividade com o agroclima PRO BASF.

BR-header-lista-de-distribuidores-basf.jpg

Lista de Distribuidores

Confira os distribuidores da sua região.