Brasil
Agricultura

Dessecação em pré-colheita na cultura do feijão

Confira os benefícios da dessecação pré-colheita na cultura do feijão e em outros cultivos

Jessica Pressoto - ESALQ / USP

A utilização de herbicidas na dessecação de culturas é prática recorrente, pois permite a antecipação da colheita, o que resulta em ganhos financeiros e vantagens em relação a logística de produção. Na lavoura de feijão, não é diferente.

Na atividade de produção de grãos e de sementes de feijão, uma das etapas mais críticas é a colheita, pois a maturação das vagens é desuniforme e, no ponto de maturidade fisiológica, as sementes apresentam elevado teor de água, ou seja, acima de 25%, tornando a colheita impraticável.

Dessa forma, a utilização de herbicidas visando a dessecação de culturas agrícolas, especialmente na produção de grãos, trata-se de uma prática recorrente, que visa minimizar os problemas do retardamento da colheita, e que possibilita o planejamento da colheita, a colheita precoce, obtenção de maior eficiência das máquinas, manejo de plantas daninhas que prejudicam o processo de colheita e redução dos danos oriundos de pragas e fungos que possam atacar a cultura no final do ciclo.

A época de colheita e de aplicação do dessecante são críticas para se obter o máximo rendimento. Na cultura do feijão, as decisões relacionadas ao estádio ideal para a aplicação de dessecantes são tomadas considerando o estádio de degenerescência das folhas, a mudança de cores das vagens, o teor de água e a maturação da massa (ponto de máximo em matéria seca).

Além dos aspectos mencionados a dessecação química da cultura do feijão deve apresentar uma correlação de custo e benefício, ou seja, ao mesmo tempo em que proporciona uma boa rentabilidade financeira também deve proporcionar uniformidade na maturação. Dessa forma a utilização da dessecação na cultura do feijão ocorre em duas situações especificas:

(1) quando as vagens e sementes encontram-se em estágios diferentes (nessa situação a dessecação em campo se torna inevitável);

(2) quando é necessário antecipar a colheita em detrimento de planejamento de plantio e/ou preço na comercialização do produto.

São poucos os produtos registrados no Sistema Agrofit do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) para a prática de dessecação de feijão em pré-colheita. Os produtos que possuem registro são flumioxazina e glufosinato de amônio, que devem ser utilizados, quando necessário, sempre com orientação de um Engenheiro Agrônomo.

Na prática, alguns produtores utilizam produtos que não possuem registro para a dessecação em pré-colheita. Dentre os mais utilizados estão o paraquate e o glifosato, sendo que esse último, em alguns relatos de produtores, é associado com outros herbicidas, como a carfentrazona.

Quer receber outros conteúdos, estudos exclusivos, ebooks e convites para eventos?

Leia mais:

Conheça as soluções da BASF para este cultivo:

Feijão

Não deixe que doenças como o mofo branco e antracnose prejudiquem a produtividade da sua lavoura de feijão. Por isso, tenha um excelente controle com soluções inovadoras.

Fastac® 100 SC Inseticida

Evite que as lagartas e bicudo tirem o potencial produtivo da sua lavoura de algodão. Com o inseticida Fastac® 100 SC você protege o seu cultivo de importantes pragas.

Lista de Distribuidores

Confira os distribuidores da sua região.