Usamos cookies de navegação neste site para garantir uma experiência mais personalizada e responsiva a você. Ao fazer uso, você também concorda com nossa Política de Privacidade de Dados. Saiba mais como cookies são utilizados ou como bloqueá-los ou deletá-los.

Brasil
Agricultura

Finale® - Herbicida Glufosinato de Amônio

Bula   Conteúdos  

Controle de forma efetiva as plantas daninhas de difícil controle em diversas culturas com o herbicida Finale®.

Plantas daninhas podem prejudicar as lavouras, diminuindo de maneira significativa a qualidade do cultivo e a produtividade. Pensando no equilíbrio entre eficácia deste controle e a velocidade de ação apresentamos o Finale®, herbicida multicultura.

Este produto contém Glufosinato de Amônio, um herbicida de contato, não-seletivo que possui um amplo espectro de controle sobre as plantas daninhas. E uma das grandes vantagens é que ele pode ser misturado com glifosato. Isto quer dizer que o mecanismo de ação do Finale® é diferenciado.

Além disso, a dessecação e controle completo das plantas daninhas se dá em apenas 1 ou 2 semanas.

Informações Técnicas

Faça o download da bula, ficha de segurança e ficha de informação de segurança do produto para mais informações.
Finale®

Benefícios

  • Produto multicultura
  • Amplo espectro de ação em plantas daninhas
  • Mecanismo de ação diferenciado: Nenhum caso de resistência natural no mundo
  • Controle de gramíneas e folhas largas em fases iniciais
  • Compatível em misturas com glifosato
  • Pode ser utilizado em aplicações aéreas

Bula Finale® 

Veja como melhorar a produtividade do seu cultivo com o herbicida Finale®

Para mais informações, faça o download da bula aqui.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO - PARTE 1 

  • Para aplicação no sistema Plantio Direto: Aplicar na fase de pré-semeadura, em pós-emergência das plantas daninhas, em área total.
  • Para o controle de capim-colchão e capim-marmelada: realizar o controle quando as plantas estiverem com até 2 perfilhos. 
  • Para o controle de amendoim-bravo, nabo, picão-preto, poaia, caruru e beldroega: realizar o controle quando as plantas estiverem com até 6 folhas. 
  • Para o controle de trapoeraba: realizar o controle quando as plantas estiverem com 2 a 4 folhas. Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.
  •  

Alvos Biológicos

Estádio

das

plantas

daninhas/

culturas

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança

Capim-marmelada (Brachiaria

plantaginea)

Até 2

perfilhos

2,5 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350  10 Dias

Capim-colchão (Digitaria

sanguinalis)

Até 2

perfilhos

2,5 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias

Amendoim-bravo (Euphorbia

heterophylla)

2 a 6

folhas

2,5 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias

Nabo (Raphanus

raphanistrum)

2 a 6

folhas

2,5 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias
Picão-preto (Bidens pilosa)

2 a 6

folhas

2,5 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias

Poaia (Richardia

brasiliensis)

2 a 6

folhas

2,5 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Terrestre 350 10 Dias

Caruru (Amaranthus

viridis)

2 a 6

folhas

2,5 + 0,2%

v/v de óleo

vegetal ou

mineral

1 Terrestre 350 10 Dias

Beldroega (Portulaca

oleracea)

2 a 6

folhas

2,5 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias

Trapoeraba (Commelina

benghalensis)

2 a 4

folhas

2,5 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Terrestre 350 10 Dias
Trigo (Triticum aestivum)

Até 2

perfilhos

3,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias
Aveia (Avena sativa)

Até 2

perfilhos

3,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Terrestre 350 10 Dias
Cevada (Hordeum vulgare)

Até 2

perfilhos

3,0 + 0,2%v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Terrestre 350 10 Dias

Azevém (Lolium

multiflorum)

Até 2

perfilhos

3,0 + 0,2%v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Terrestre 350 10 Dias
Centeio (Secale cereale)

Até 2

perfilhos

3,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Terrestre 350 10 Dias
Triticale (Triticum secale)

Até 2

perfilhos

3,0 + 0,2%v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Terrestre 350 10 Dias

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO - PARTE 2 

  • Para aplicação no sistema Plantio Direto: Aplicar na fase de pré-semeadura, em pós-emergência das plantas daninhas, em área total.
  • Para buva: realizar a aplicação quando as plantas daninhas estiverem com até 12 cm de altura. 
  • Para carrapicho-de-carneiro: quando as plantas daninhas estiverem com até 4 folhas. 
  • Para capim-amargoso, capim- carrapicho e capim-camalote: realizar a aplicação sobre as plantas daninhas oriundas de sementes até o estádio de desenvolvimento de 3 perfilhos. 
  • Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.
  •  

Alvos Biológicos

Estádio

das

plantas

daninhas/

culturas

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança

Capim-amargoso (Digitaria insularis)

Até 3

perfilhos

2,5 a 3,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350  10 Dias

Capim-carrapicho (Cenchrus

echinatus)

Até 3

perfilhos

2,5 a 3,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias

Capim-camalote (Rotboellia

exaltata)

Até 3

perfilhos

2,5 a 3,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias

Carrapicho-decarneiro (Acanthospermum

hispidum)

Até 4

folhas

2,5 a 3,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias

Erva-quente (Spermacoce

latifolia)

Até 8

folhas

2,5 a 3,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias

Buva (Conyza

bonariensis)

Até 8

folhas

2,5 a 3,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO - DESSECAÇÃO

  • Para dessecação: Utilizar a dose de 2,0 L/ha do produto + 0,7 L/ha (0,2% v/v) de óleo vegetal ou mineral, aplicado sobre a cultura, 10 dias antes da colheita.
  • Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.
  •  

Tipo de Uso

Estádio

das

plantas

daninhas/

culturas

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança

Uso para dessecação

10 dias

antes da

colheita

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1

Terrestre/

Avião

Terrestre:

350

Aérea:

30 - 40

 10 Dias

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO - PARTE 1 

  • Aplicação no sistema Plantio Direto: Aplicar em pré-semeadura da cultura, em pós-emergência das plantas daninhas, em área total. 
  • A cultura deve ser semeada 7 dias após a aplicação do produto. Caruru e guanxuma devem ter até 4 folhas. 
  • Para o controle da buva oriunda de sementes: realizar a aplicação na dose de 1,5 a 2,0 L/ha quando as plantas daninhas estiverem com até 2 folhas.
  • Para o controle das gramíneas como o capim-amargoso: aplicar sobre as plantas daninhas oriundas de sementes na dose de 2,0 L/ha até o estádio de desenvolvimento de 1 perfilho. 
  • Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.
  •  

Alvos Biológicos

Estádio

das

plantas

daninhas/

culturas

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança

Capim-carrapicho (Cenchrus

echinatus)

Até 1

perfilho

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 Não determinado

Capim-pé-degalinha (Eleusine indica)

Até 1

perfilho

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 Não determinado

Capim-colchão (Digitaria

sanguinalis)

Até 1

perfilho

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 Não determinado

Arroz (Oryza sativa)

Até 1

perfilho

2,0 + 0,2%

v/v de óleo

vegetal ou

mineral

1 Terrestre 350 Não determinado
Picão-preto (Bidens pilosa)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 Não determinado

Guanxuma (Sida cordifolia)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 Não determinado

Erva-quente (Spermacoce

alata)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Terrestre 350 Não determinado

Soja (Glycine max)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Terrestre 350 Não determinado

Caruru (Amaranthus

viridis)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2%

v/v de óleo

vegetal ou

mineral

1 Terrestre 350 Não determinado

Buva (Conyza

bonariensis)

2 a 4

folhas

1,5 a 2,0 + 0,5% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Terrestre 200 Não determinado

Capim-amargoso (Digitaria

insularis)

Até 1

perfilho

2,0 + 0,5% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Terrestre 200 Não determinado

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO - DESSECAÇÃO PRÉ-COLHEITA

  • Para dessecação de pré-colheita: Aplicar o produto na dessecação em uma única pulverização, sempre com adição de 0,25% v/v de óleo vegetal ou de óleo mineral na calda de aplicação. Realizar a aplicação a partir do estádio de desenvolvimento em que os grãos de trigo estiverem amarelos e fisiologicamente maduros (estagio GS 87) grãos dourados (massa dura).
  •  

Tipo de Uso

Estádio

das

plantas

daninhas/

culturas

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança

Uso para dessecação

Grãos de trigo 

amarelos/massa 

molea grãos 

dourados/massa dura 

1,75 + 0,5 de óleo vegetal (0,25%v/v)  1 Terrestre 200 7 Dias

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO 

  • Para dessecação em feijão para consumo: Aplicar a dose de 1,8 L/ha, quando a cultura apresentar aproximadamente 50% das vagens secas.
  • Para dessecação em feijão para sementes: Aplicar a dose de 2,0 L/ha, somente quando a cultura apresentar 70% das vagens secas.
  • Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.
  •  

Tipo de Uso

Estádio

das

plantas

daninhas/

culturas

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança

Uso para dessecação em feijão de

consumo

50% das

vagens

secas

1,8 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1

Terrestre/

Avião

Terrestre:

350

Aérea:

30 - 40

5 Dias

Uso para dessecação em feijão para

sementes

70% das

vagens

secas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1

Terrestre/

Avião

Terrestre:

350

Aérea:

30 - 40

5 Dias

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO 

  • Aplicar em cafeeiros adultos, em jato dirigido na linha da cultura, no período vegetativo de novembro a abril.
  • Em trapoeraba, picão-preto, buva, macela-branca, mentrasto, caruru, beldroega, guanxuma e guanxuma-branca: aplicar quando estas estiverem com até 4 folhas. 
  • Em capim-marmelada e capim-colchão: até a fase de início do perfilhamento.
  • Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.
  •  

Alvos Biológicos

Estádio

das

plantas

daninhas/

culturas

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança

Trapoeraba (Commelina

benghalensis)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 20 Dias

Picão-preto (Bidens pilosa)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 20 Dias

Buva (Conyza

bonariensis)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 20 Dias

Macela-branca (Gnaphalium

spicatum)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 20 Dias

Mentrasto (Ageratum

conyzoides)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 20 Dias

Caruru (Amaranthus

viridis)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 10 Dias

Beldroega (Portulaca

oleracea)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 20 Dias
Guanxuma (Sida rhombifolia)

Até 6

folhas

3,0 + 0,4% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 450 20 Dias
Guanxuma-branca (Sida glaziovii)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,25% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 500 20 Dias

Capim-marmelada (Brachiaria

plantaginea)

Até 2

perfilhos

2,5 + 0,4% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 450 20 Dias

Capim-colchão (Digitaria

horizontalis)

Até 2

perfilhos

2,5 + 0,4% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 450 20 Dias

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO 

  • Com o objetivo de facilitar a desfolha da cana-de-açúcar, durante a colheita realizar uma única aplicação sobre as folhas da cana-de-açúcar na pré-colheita quando a cultura se encontrar no final do estádio de desenvolvimento vegetativo e antes da emissão da inflorescência.
  • Programar a aplicação de Finale® de acordo com a programação de colheita, com 21 a 28 dias antes da colheita da cana-deaçúcar.
  • Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.
  •  

Tipo de Uso

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança

Uso para dessecação

4,0 + 0,25% v/v de óleo vegetal 1 Avião 30-40 14 Dias

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO - PARTE 1

  • Para controle das plantas daninhas: Realizar a aplicação na fase de “crackingtiming” (compreende a fase de rachamento do solo, antes da emergência das plantas de batata), realizar a aplicação quando as plantas daninhas estiverem com até 4 folhas e as gramíneas com até 1 perfilho.
  •  

Alvos Biológicos

Estádio

das

plantas

daninhas/

culturas

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança

Caruru (Amaranthus viridis)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Terrestre 350  10 Dias

Picão-preto (Bidens pilosa)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Terrestre 350 10 Dias

Guanxuma (Sida rhombifolia)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Terrestre 350 10 Dias

Beldroega (Portulaca oleracea)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Terrestre 350 10 Dias

Nabo (Raphanus raphanistrum)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Terrestre 350 10 Dias

Carrapichorasteiro (Acanthospermum

australe)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Terrestre 350 10 Dias
Erva-quente (Spermacoce alata) 2 a 4 folhas 2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias
Capim-colchão (Digitaria sanguinalis) Até 1 perfilho 2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias
Capim-carrapicho (Cenchrus echinatus) Até 1 perfilho 2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO - DESSECAÇÃO

  • Para dessecação de “batata consumo”: Aplicar 2,0 L/ha do produto comercial + 0,7 L/ha (0,2% v/v) de óleo vegetal ou mineral, sobre as ramas da cultura, 10 dias antes da colheita. Trapoeraba, picão-preto e guanxuma-branca com 10 a 20 cm de altura, também são dessecadas pelo produto, caso ocorram na área. Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.
  •  

Tipo de Uso

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança

Uso para dessecação

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Terrestre 350 10 Dias

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO 

  • Dirigir a aplicação na linha da cultura adulta, sem atingi-la.
  • Em poaia, trevo, guanxuma, maria-mole, nabo, serralha, losna-branca, beldroega, picão-branco, picão- preto e língua-de-vaca: aplicar quando a planta daninha estiver de 5 a 10 cm. 
  • Em capim-colchão, azevém e capim-marmelada: aplicar com até 1 perfilho. 
  • Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.
  •  

Alvos Biológicos

Estádio

das

plantas

daninhas/

culturas

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança

Capim-marmelada (Brachiaria

plantaginea)

Até 1

perfilho

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Jato dirigido 350  7 Dias

Capim-colchão (Digitaria

horizontalis)

Até 1

perfilho

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Jato dirigido 350 7 Dias

Azevém (Lolium

multiflorum)

Até 1

perfilho 

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Jato dirigido 350 7 Dias

Língua-de-vaca (Rumex

obtusifolius)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Jato dirigido 350 7 Dias

Picão-preto (Bidens pilosa)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Jato dirigido 350 7 Dias

Nabo (Raphanus

raphanistrum)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Jato dirigido 350 7 Dias

Serralha (Sonchus

oleraceus)

2 a 4 folhas 2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 7 Dias

Losna-branca (Parthenium

hysterophorus)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 7 Dias

Beldroega (Portulaca

oleracea)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 7 Dias

Picão-branco (Galinsoga

parviflora)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 7 Dias

Maria-mole (Senecio

brasiliensis)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 7 Dias
Guanxuma (Sida rhombifolia)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 7 Dias

Poaia (Richardia

brasiliensis)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 7 Dias
Trevo (Oxalis oxyptera)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 7 Dias

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO 

  • Pode ser aplicado no sistema de coroamento e na linha de plantio (jato dirigido) sem atingir a cultura. As plantas daninhas devem estar em crescimento ativo.
  • Em capim-marmelada e capim-colchão: aplicar quando a planta daninha estiver com até 2 perfilhos. 
  • Em capim-pé-de- galinha, capim-amargoso e capim-carrapicho: aplicar quando a planta daninha estiver com até 1 perfilho. 
  • Em maria- gorda, guanxuma, falsa-serralha, malva-branca, carrapicho-de-carneiro, picão-preto, amendoim-bravo e trapoeraba: aplicar quando a planta daninha estiver com até 4 folhas. 
  • Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.
  •  

Alvos Biológicos

Estádio

das

plantas

daninhas/

culturas

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança

Capim-marmelada (Brachiaria

plantaginea)

Até 1

perfilho

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Jato dirigido 350  40 Dias

Capim-colchão (Digitaria horizontalis e

Digitaria sanguinalis)

Até 1

perfilho

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Jato dirigido 350 40 Dias

Capim-amargoso (Digitaria insularis)

Até 1

perfilho

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Jato dirigido 350 40 Dias
Capim-carrapicho (Cenchrus echinatus)

Até 1

perfilho

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Jato dirigido 350 40 Dias

Capim-pé-de- galinha (Eleusine indica)

Até 1

perfilho

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Jato dirigido 350 40 Dias

Guanxuma (Sida rhombifolia)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Jato dirigido 350 40 Dias
Carrapicho-decarneiro (Acanthospermum hispidum)
Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 40 Dias
Picão-preto (Bidens pilosa)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 40 Dias
Amendoim-bravo (Euphorbia heterophylla)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 40 Dias
Trapoeraba (Commelina benghalensis)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 40 Dias
Maria-gorda (Talinum paniculatum)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 40 Dias
Falsa-serralha (Emilia sonchifolia)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 40 Dias
Malva-branca (Sida cordifolia)

Até 4

folhas

2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 40 Dias

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO 

  • Aplicar em jato dirigido na linha da cultura, evitando atingir o caule da planta. 
  • Picão-preto, picão-branco e caruru devem ter até 4 folhas. 
  • Capim-marmelada deve ter até 1 perfilho. 
  • Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.
  •  

Alvos Biológicos

Estádio

das

plantas

daninhas/

culturas

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança

Capim-marmelada (Brachiaria

plantaginea)

Até 1

perfilho

2,0 + 0,7% v/v de óleo vegetal ou mineral
1 Jato dirigido 350  7 Dias

Picão-branco (Galinsoga

parviflora)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,7% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 7 Dias

Caruru (Amaranthus

viridis)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,7% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 7 Dias

Picão-preto (Bidens pilosa)

2 a 4

folhas

2,0 + 0,7% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 7 Dias

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO 

  • Aplicar em jato dirigido, nas entrelinhas da cultura, em pós-emergência das plantas daninhas, quando estas estiverem em vegetação plena. Na dose recomendada, fazer o controle das daninhas de folha estreita quando estiverem com até 4 perfilhos; e em folhas largas, com até 8 folhas.
  •  

Alvos Biológicos

Estádio

das

plantas

daninhas/

culturas

Dose

Produto

Comercial

(L/ha)

Número Máximo de Aplicações

Equipamento

de aplicação

Volume

de calda

(L/ha)

Intervalo de segurança
Samambaia (Pteridium aquilinum) Até 20 cm  2,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral 1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)
Capim-gordura (Melinis minutiflora) Até 4 perfilhos  4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)
Erva-quente (Spermacoce alata) Até 8 folhas   4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)
Cambará (Lantana camara) Até 8 folhas   4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)
Guanxuma (Sida rhombifolia) Até 8 folhas   4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)
Falsa-serralha (Emilia sonchifolia) Até 8 folhas   4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)
Serralha (Sonchus oleraceus) Até 8 folhas   4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)
Buva (Conyza bonariensis) Até 8 folhas   4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)
Unha-de-vaca  (Bauhinia variegata) Até 8 folhas   4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)
Arranha-gato (Acacia plumosa) Até 8 folhas   4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)
Jurubeba (Solanum paniculatum) Até 8 folhas   4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)
Capim-colonião (Panicum maximum) Até 8 folhas   4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)
Vassourinha-botão (Spermacoce verticillata) Até 8 folhas   4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)
Trapoeraba (Commelina benghalensis) Até 8 folhas   4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)

Gervão (Stachytarpheta cayennensis)

Até 8 folhas   4,0 + 0,2% v/v de óleo vegetal ou mineral  1 Jato dirigido 350 U.N.A. (uso não alimentar)

Ingredientes ativos
Ammonium

Grupos químicos
Homoalanina substituída

Classificação toxicológica 
Classe III

Formulação
Concentrado Solúvel (SL)

Conteúdos

Veja aqui mais conteúdos sobre Finale®!

Finale-genericos-diferencas-de-performance.jpeg

Finale® x Genéricos | Diferenças de performance

Finale® faz parte das soluções BASF para o manejo eficiente das principais plantas daninhas como buva, caruru, capim-amargoso, corda-de-volta e azevém. Conheça os benefícios em: http://bit.ly/2kPu3yW 

CAPA-FINALE.jpeg

Finale® | Tecnologia no manejo de colheita de cana-de-açúcar

Confira o manejo inovador com Finale® para seu cultivo de cana. Daniel Medeiros, técnico especialista em desenvolvimento de produtos da BASF, explica como funciona todo o processo e quais são as vantagens e benefícios para sua cana-de-açúcar.

Finale-eficiente-no-controle-de-plantas-daninhas.jpeg

Finale® - eficiente no controle de plantas daninhas

Faz parte das soluções BASF para o manejo eficiente das principais plantas daninhas como buva, caruru, capim-amargoso, corda-de-volta e azevém. Conheça os benefícios em: http://bit.ly/2kPu3yW 

ATENÇÃO

USO EXCLUSIVAMENTE AGRÍCOLA. APLIQUE SOMENTE AS DOSES RECOMENDADAS. DESCARTE CORRETAMENTE AS EMBALAGENS E RESTOS DE PRODUTOS. INCLUIR OUTROS MÉTODOS DE CONTROLE DENTRO DO PROGRAMA DO MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS (MIP) QUANDO DISPONÍVEIS E APROPRIADOS. RESTRIÇÃO TEMPORÁRIA NO ESTADO DO PARANÁ PARA O ALVO PHYTOPHTHORA INFESTANS NA CULTURA DO TOMATE. REGISTRO MAPA: FINALE® Nº 000691.

Conheça nossas soluções