Usamos cookies de navegação neste site para garantir uma experiência mais personalizada e responsiva a você. Ao fazer uso, você também concorda com nossa Política de Privacidade de Dados. Saiba mais como cookies são utilizados ou como bloqueá-los ou deletá-los.

Brasil
Agricultura

Brio® | Fungicida para Arroz e Trigo

Deixe a sua lavoura livre de manchas foliares e mais produtiva. O fungicida Brio® contribui para a proteção dos cultivos de arroz e trigo.

Para otimizar o controle das manchas foliares a BASF oferece o fungicida Bri®. O produto é eficiente no manejo de mancha parda na cultura do arroz e de mancha amarela e ferrugem da folha no cultivo de trigo.

As manchas foliares merecem atenção dos produtores rurais. Na lavoura de arroz, o manejo deve começar pelo tratamento de sementes e uso de fungicida foliar de forma preventiva, para evitar perdas drásticas na qualidade e produtividade.

A mancha amarela aparece como a mancha foliar mais importante do cultivo de trigo. Os sintomas da doença surgem logo após a emergência da planta e são mais recorrentes em lavouras de plantio direto e monocultura.

Brio® oferece uma dupla ação sistêmica por meio dos fungicidas Cresoxim-metílico e do Epoxiconazole. Possui excelente efeito curativo nos estágios iniciais da doença. A utilização de Brio® auxiliará no manejo das doenças nas culturas de arroz e trigo, deixando-as em condições de expressar o seu máximo potencial produtivo.

Brio®

Benefícios

  • Dupla ação sistêmica do Triazol e da Estrobilurina.
  • Controle de manchas foliares no arroz e trigo.
  • Controle de ferrugem e manchas foliares em trigo.

Bula Brio®

Veja como melhorar a produtividade do seu cultivo com o fungicida Brio®

Para mais informações, faça o download da bula aqui.

p.c. = produto comercial (1 Litro de Brio® equivale a 125 g i.a. de Cresoxim-metílico e 125 g i.a. de Epoxiconazole)

* Adicionar adjuvante não iônico 0,5 L/ha às aplicações.

** Utilizar as maiores doses em áreas de alta incidência da doença e/ou para se conseguir um maior período de controle.

INTERVALO DE APLICAÇÃO (Período de carência)

  • Iniciar as aplicações preventivamente no aparecimento dos primeiros sintomas e repetir se necessário, em intervalos de 14 dias, dependendo da evolução da doença, não ultrapassando o número máximo de 2 aplicações por ciclo da cultura e respeitando-se o intervalo de segurança.
Alvos Biológicos Dose* em ML p.c. ha** Dose* em mL p.c./100l** Volume de calda (L/ha) Número Máximo de Aplicações Intervalo de segurança
Mancha-parda (Bipolaris oryzae) 0,5 - 1,0 200 2  45 Dias
Brusone (Pyricularia grisea) 0,5 - 1,0 200 2  45  Dias

INTERVALO DE APLICAÇÃO (Período de carência)

  • Iniciar as aplicações a partir do surgimento dos primeiros sintomas de ataque nas folhas. Utilizar a dose de 0,6 L/ha quando as doenças ocorrerem antes da emissão da folha bandeira, repetindo se necessário, não ultrapassando o número máximo de 2 aplicações por ciclo da cultura. Utilizar uma única aplicação de 0,8 L/ha quando as doenças ocorrerem após a emissão da folha bandeira, respeitando-se o intervalo de segurança. Recomenda-se a adição de adjuvante óleo mineral na dose de 0,5 L/ha.
Alvos Biológicos Dose* em ML p.c. ha** Dose* em mL p.c./100l** Volume de calda (L/ha) Número Máximo de Aplicações Intervalo de segurança
Mancha-amarela (Drechslera triticirepents) 0,6 - 0,8 100 -  200 2  30 Dias
Ferrugem-da-folha (Puccinia triticina) 0,6 - 0,8 100 - 200 2  30  Dias

Ingredientes ativos

Epoxiconazol e Cresoxim-metílico

Grupos químicos

Triazóis e Estrobilurinas

Concentração

125 + 125 g.i.a/L

Formulação

SC (Suspensão concentrada)

4 x 5 L

ATENÇÃO

APLIQUE SOMENTE AS DOSES RECOMENDADAS. DESCARTE CORRETAMENTE AS EMBALAGENS E RESTOS DE PRODUTOS. INCLUIR OUTROS MÉTODOS DE CONTROLE DENTRO DO PROGRAMA DO MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS (MIP) QUANDO DISPONÍVEIS E APROPRIADOS. USO EXCLUSIVAMENTE AGRÍCOLA. RESTRIÇÃO TEMPORÁRIA NO ESTADO DO PARANÁ PARA O ALVO PHAKOPSORA PACHYRHIZI NA SOJA. REGISTRO MAPA BRIO® Nº 9009.

Conheça nossas soluções