Brasil
Agricultura
Brasil
Agricultura

Escorpião

Os escorpiões podem causar diversos transtornos à saúde pública. A picada do escorpião amarelo é uma das ocorrências que mais cresce no Brasil.

O número de acidentes e mortes causados pelos escorpiões no Brasil aumentou em aproximadamente 600% nos últimos 15 anos.

Os escorpiões são da classe dos aracnídeos e podem ser encontrados nas zonas tropicais e subtropicais. A sua incidência é mais frequente nos meses de maior temperatura e umidade.

Entre as espécies encontradas no país, o escorpião amarelo (Tityus serrulatus) representa o maior risco para a saúde pública, já que tem um potencial maior de envenenamento e é mais abundante nas áreas urbanas. A sua proliferação é facilitada pelo fato de terem uma reprodução por partenogênese, ou seja, o embrião se desenvolve de um óvulo, sem a necessidade da fêmea ser fertilizada pelo macho.

Essa espécie de escorpião tem hábitos noturnos, principalmente quando caça e se reproduz. Sua alimentação é baseada em insetos, por exemplo, no meio urbano sua principal refeição são as baratas.

Geralmente, o escorpião amarelo ataca ao sentir-se ameaçado e seu veneno atinge o sistema nervoso da vítima. Os adultos atacados por escorpião apresentam dor imediata, vermelhidão e leve inchaço. Já as crianças envenenadas podem apresentar sintomas mais graves e, em alguns casos, precisam de soroterapia.

Não deixe que os escorpiões causem incômodos. Para proteger a sua família desses animais, faça um controle eficiente e com soluções diferenciadas e inovadoras.

Conheça nossas soluções