Brasil
Agricultura

Tratamento de Semente On Farm

O tratamento de semente realizado nas fazendas também conhecido como “on farm”, merece uma atenção e cuidados maiores para garantir um tratamento apropriado.

Thaise Dieminger - ESALQ - USP

O tratamento de sementes consiste na aplicação de ingredientes químicos e/ou organismos biológicos nas sementes, de forma a suprimir, controlar ou afastar patógenos, insetos ou outras pragas. Ele pode ser feito industrialmente e também nas fazendas, que é chamado de tratamento “on-farm”.

Porém são necessários alguns cuidados para obter um bom tratamento de sementes:

·        Ao adquirir produtos fitossanitários para o tratamento de sementes deve-se garantir que eles tenham procedência idônea, com registro para a cultura a qual de deseja realizar o tratamento;

·        Olhar na bula a dosagem ideal para tratar as sementes, e seguir as recomendações da descritas na mesma para o tratamento, não se deve usar dosagens maiores que o recomendado pois podem acelerar a resistência de pragas e doenças às moléculas;

·        O processo de aplicação deve garantir o revestimento preciso e uniforme da semente;

·        Não tratar a semente quando a temperatura do ambiente ou da semente estiver abaixo ou acima do recomendado;

·        Procurar saber sobre a interação dos produtos utilizados, pois caso não forem compatíveis podem causar fito toxidade as sementes, e assim atraso no desenvolvimento inicial e falha de estande e plantas dominadas;

·        Regular e fazer a manutenção da máquina de tratamento de sementes, para evitar a maior quantidade de danos possíveis a semente. Verificar a capacidade de tratamento de sementes da máquina, para não exceder a quantidade e o tratamento ficar desuniforme;

·        Aplicar em primeiro lugar o fungicida, para garantir boa cobertura e a sua aderência a semente, pois os fungicidas e inseticidas precisam que o ingrediente ativo seja distribuído uniformemente sobre a semente para ter a eficiência desejada;

·        Após o tratamento com fungicida, aplicar inoculantes de procedência conhecida, pois muitas vezes inoculantes de procedência duvidosa ou produzidos na própria fazenda podem não conter a bactéria, e com produtos certificados tem-se a garantia de conter a bactéria Bradyrhizobium elkanii;

·        Aplicar um volume de calda final no tratamento de sementes não superior a 300 ml de solução para 50 kg de sementes, pois o excesso de líquido pode causar danos a semente, soltando o tegumento e prejudicando a germinação;

·        Após o tratamento é importante armazenar as sementes em local fresco e arejado, para que os produtos não sejam degradados ou percam sua eficiência;

·        Manter um registro do tratamento de sementes utilizado e identificar os sacos com as sementes;

·        Usar sempre o Equipamento de Proteção Individual (EPI) ao realizar o tratamento.

O tratamento de sementes é de grande importância para as culturas tanto no arranque inicial e para o controle de doenças e pragas, porém se não realizado de forma correta não terá a eficiência desejada.

 

 

 

Fonte Texto:

Guia abrasem de Boas Práticas de Tratamento de Sementes

Fonte Imagem:

Crédito ABRASS

Quer receber outros conteúdos, estudos exclusivos, ebooks e convites para eventos?

Leia mais:

Conheça as soluções da BASF para este cultivo:

BASF Agro App

Com o BASF Agro app, você encontra de forma rápida e prática as melhores soluções para o combate eficiente de pragas, doenças, plantas daninhas e muito mais!

Lista de Distribuidores

Confira os distribuidores da sua região.