Brasil
Agricultura

Controle biológico de pragas de culturas olerícolas

Você sabe quais produtos biológicos estão disponíveis no mercado para o controle das principais pragas em culturas como tomate, batata, cebola, morango e outras olerícolas? Venha descobrir.

Fernando Filho  - Engenheiro Agrônomo

Atualmente, tem-se dado muita atenção à produção sustentável, principalmente aos produtos de consumo in natura, como hortifrutis. São frutas, legumes e folhosas, que geralmente saem do campo e vão direto para a mesa do consumidor, que procura alimentos frescos e livres de contaminação.

Para tanto, é necessário que se faça um manejo sustentável de pragas e doenças na lavoura, para garantir um produto saudável e de qualidade ao consumidor.

Nesse sentido, uma das vertentes do Manejo Integrado de Pragas (MIP) é o controle biológico, que faz uso de micro e macrorganismos para manter as populações de pragas abaixo do nível de dano econômico.

Dentro de microrganismos, podemos citar o uso de fungos, vírus e bactérias entomopatogênicos (organismos que podem causar doenças ou parasitar insetos) como principais agentes de controle biológico.

Os fungos apresentam maior gama de hospedeiros. Neste grupo encontramos, por exemplo, Beauveria bassiana, fungo eficaz no controle de pragas sugadoras como mosca-branca e ácaro-rajado, além de Isaria fumosorosea, para controle de lagarta Helicoverpa.

No grupo dos vírus, os Baculovírus têm-se mostrado uma importante ferramenta de controle de lagartas como Spodoptera e Helicoverpa. Já entre as bactérias, Bacillus thuringiensis é o agente de controle microbiano mais utilizado no mundo, sendo que sua virulência está principalmente relacionada às toxinas presentes no cristal, eficazes no controle de diversas pragas como broca-das-cucurbitáceas, lagarta-falsa-medideira, lagarta-militar, traça-das-crucíferas, traça-do-tomateiro.

Em relação aos macrorganismos, grupo que compreende artrópodes benéficos utilizados para controlar artrópodes pragas, destacam-se vespas parasitoides, ácaros predadores e percevejos predadores.

Entre os parasitoides, merece destaque a vespa parasitoide de ovos Trichogramma pretiosum, criada em larga escala por uma variedade de empresas, e utilizada no controle de lagartas, como a traça-do-tomateiro.

Temos também os ácaros predadores Neoseiulus californicus e Phytoseiulus macropilis, que são altamente eficientes no controle de outro ácaro, que é uma das principais pragas do morango e outras olerícolas, o ácaro-rajado.

Em culturas como cebola, batata e olerícolas folhosas, as espécies de tripes são consideradas um grande problema, devido aos danos econômicos. Nesse caso, podemos utilizar percevejos predadores, como Orius insidosus. Percevejos predadores geralmente não são específicos e podem se alimentar também de outras pragas, como pulgões e ninfas de mosca-branca.

Quer receber outros conteúdos, estudos exclusivos, ebooks e convites para eventos?

Leia mais:

Conheça as soluções da BASF para este cultivo:

Batata

Sabemos que para assegurar a produtividade do cultivo de batata é preciso realizar um manejo eficiente. Por isso, não deixe de usar soluções inovadoras na lavoura.

Cabrio® Top Fungicida

Controle preventivo sobre as principais doenças do cultivo da uva como o míldio, o oídio e a ferrugem. O produto fungicida Cabrio® Top apresenta efeitos fisiológicos que promovem maior produtividade e qualidade para o cultivo da uva, entre outras lavouras de hortifrúti.

Lista de Distribuidores

Confira os distribuidores da sua região.