Brasil
Agricultura

Como a deficiência hídrica impacta a produção de batata

Saiba mais sobre a necessidade hídrica da cultura da batata e os efeitos da deficiência hídrica no seu desenvolvimento e produção. 

Fabiani Bender - ESALQ/USP

impacto-da-deficiencia-hidrica-na-producao-de-batata.jpg

O clima é um dos fatores que impõe os maiores riscos para a atividade agrícola, podendo causar oscilações e frustrações nas safras. No caso da cultura da batata também não é diferente, sendo o déficit hídrico responsável pela redução de produção além de ocasionar problemas de qualidade de formação do tubérculo. Por outro lado, o excesso de água também é prejudicial, favorecendo maior incidência de doenças.

Necessidade de água da cultura da batata

A água é o principal componente das plantas de batata, compondo de 90% a 95% dos tecidos verdes e de 75% a 85% dos tubérculos. A demanda de água é dependente das condições climáticas, da cultivar, do estágio de desenvolvimento das plantas e do sistema de cultivo, principalmente. Considerando que o cultivo da batata é exigente em água, ela também é altamente sensível ao estresse hídrico, tanto pela falta quanto pelo excesso de água. Esta cultura demanda um suprimento adequado de água durante todos os estágios de desenvolvimento da planta.

A deficiência hídrica induz a adaptação morfológica e fisiológica, como o fechamento dos estômatos, redução da fotossíntese, afetando de forma adversa o crescimento e o rendimento da batata, seu efeito na produção varia com a intensidade e o estágio de desenvolvimento da cultura, em que até mesmo, curtos períodos de estiagem comprometem o sucesso da lavoura.

O desenvolvimento do plantio de batata pode ser dividido em cinco fases: inicial; vegetativo; estolonização e início de tuberização; crescimento de tubérculos; e maturação (Figura 1). Veja abaixo, qual a demanda hídrica em cada uma dessas fases de desenvolvimento.

estagios-de-desenvolvimento-da-cultura-de-batata.jpg
Figura 1: Estágios de desenvolvimento da cultura da batata. Fonte: MAROUELLI; BRAGA e GUIMARAES (2013)

Estágio inicial do plantio da batata-semente

O estágio inicial vai do plantio da batata-semente até a emergência das hastes, com duração média de 7-10 dias. Nessa fase, a demanda de água é pequena, apenas para emergência das hastes e crescimento inicial das plântulas. O excesso de água dificulta o aquecimento do solo, atrasando a emergência das hastes. A deficiência de água provoca queima de brotos, retardando a emergência e causando falha de estande. A recomendação é o plantio da batata-semente em solo úmido, mas não encharcado.

Estágio vegetativo da batata

Compreende o período que vai da emergência das hastes até o aparecimento dos estolões, com duração de 15-20 dias. Nessa fase, a exigência hídrica aumenta à medida que o sistema radicular e a parte aérea se desenvolvem. A deficiência de água no solo pode limitar o crescimento das plantas, mas não chega a comprometer consideravelmente a produtividade. Por outro lado, o excesso de água, favorece maior incidência de doenças de solo e da parte aérea.

Estágio de estolonização e início de tuberização

Engloba o período que vai do início da formação dos estolões até o crescimento inicial dos tubérculos, com duração de 15-20 dias. É o estágio mais crítico à deficiência hídrica no solo, desta forma, a falta de água neste estádio pode levar a grandes perdas de produtividade. No início da tuberização, a demanda aumenta sensivelmente, quando a matéria seca produzida pela fotossíntese passa a ser direcionada quase que totalmente para promover o crescimento dos tubérculos. A falta de água reduz o número de tubérculos, especialmente, quando ocorre no início da tuberização. Alta umidade no solo favorece maior número de tubérculos por planta, com consequente diminuição do seu tamanho.

Estágio de crescimento de tubérculos

O estágio de crescimento dos tubérculos compreende desde o início da tuberização até o início da senescência das plantas, com duração de 40-55 dias. Caracterizado pelo rápido crescimento da parte aérea e acúmulo de substâncias de reserva nos tubérculos, e consequente aumento da demanda hídrica. Nesse estágio, as plantas requerem maior quantidade de água, com condições ótimas favorecendo a obtenção de tubérculos mais graúdos, com maior teor de amido e com melhor conservação pós-colheita da batata.

Estágio de maturação

O estágio de maturação vai do início da senescência das plantas até a colheita dos tubérculos, com duração de 10-15 dias. O estágio mais tolerante a deficiência hídrica, pois com a redução da folhagem, há uma redução acentuada na demanda de água pelas plantas. No entanto, solos muito secos ou úmidos podem dificultar a colheita e depreciar a qualidade e a conservação pós-colheita dos tubérculos.

Quer receber outros conteúdos, estudos exclusivos, ebooks e convites para eventos?

Leia mais:

Conheça as soluções da BASF para este cultivo:

BR-cultura-da-batata.jpg

Batata

Sabemos que para assegurar a produtividade do cultivo de batata é preciso realizar um manejo eficiente. Por isso, não deixe de usar soluções inovadoras na lavoura.
BR-Acrobat-MZ.png

Acrobat® MZ Fungicida

Previna a requeima em sua lavoura. Com o fungicida Acrobat® MZ você protege as culturas do tomate e batata.
BR-header-lista-de-distribuidores-basf.jpg

Lista de Distribuidores

Confira os distribuidores da sua região.