Choose a location

    Orkestra®SC fungicida para soja e outros cultivos
    Proteção de Cultivos e Sementes Orkestra® SC Fungicida

    Orkestra® SC: fungicida para soja e outros cultivos

      Não deixe as doenças da soja se instalarem na sua lavoura. Com Orkestra® SC você acerta em cheio nas principais doenças.

      A principal e mais agressiva doença na cultura da soja é a ferrugem asiática e junto a outras doenças como mancha-alvo, antracnose, oídio e mela, constituem importante complexo que merece grande atenção do produtor rural. Elas devem ser monitoradas e controladas durante todo ciclo da cultura. Para um controle efetivo é fundamental o monitoramento constante da lavoura e a aplicação de fungicidas de forma preventiva e no momento adequado.

      Veja aqui os resultados obtidos com Orkestra® SC

      Orkestra® SC é uma excelente alternativa para a primeira aplicação em soja, com alta seletividade e grande eficiência no manejo eficiente das doenças.

      Com duplo mecanismo de ação, Orkestra® SC apresenta excelente ação na proteção efetiva das plantas. Orkestra® SC tem alto desempenho principalmente quando utilizado nas primeiras aplicações, além de não promover injúrias às folhas da planta de soja.

      Orkestra® SC é recomendado para uso em mais de 50 alvos em diferentes culturas, entre elas para manejo da ramulária no algodão e manchas foliares no amendoim.  

    Informações Técnicas

    Faça o download da bula, ficha de segurança e ficha de informação de segurança do produto para mais informações.

    Orkestra® SC
    Benefícios
    Duplo mecanismo de ação.
    Excelentes resultados nas primeiras aplicações.
    Amplo espectro de controle de importantes doenças.
    Seletivo quando aplicado em qualquer fase da planta.

      Veja como melhorar a produtividade do seu cultivo com o fungicida Orkestra® SC:

      Para mais informações sobre a bula, clique aqui.

    Cultivo de soja

      • cultivo de soja

        No controle da ferrugem a aplicação deve ser feita de forma preventiva ou no início do florescimento que acontece no estádio fenológico R1, mesmo que ainda não tenham sido constatados os sintomas da doença. Caso a doença apareça antes de R1, fazer imediatamente a aplicação.
        Recomendamos começar o manejo de mela e oídio quando os primeiros sintomas forem identificados no cultivo de soja. Se necessário repita a aplicação, ficando sempre atento às condições climáticas e evolução da doença.
        Faça o controle da antracnose, mancha-alvo e doenças de final de ciclo a partir do florescimento da planta de soja.

        Tabela de dosagem

        Alvo biológico
        Nome comum/científico
        Ferrugem-asiática ou Ferrugem-da-soja (Phakopsora pachyrhizi)

        DOSE*
        ML p.c.ha-1
        300 a 350

        DOSE*
        mL p.c.100 L-1

        -

        VOLUME DE CALDA (L/HA)**
        100 – 200

        Nº máximo de aplicações
        2

        ALVO BIOLÓGICO
        NOME COMUM/CIENTÍFICO

        Mancha-parda ou Septoriose (Septoria glycines), Mancha-púrpura-da-semente ou Crestamento-foliar (Cercospora kikuchii), Oídio (Erysiphe difusa), Mela ou Podridão-aquosa (Rhizoctonia solani), Mancha-alvo ou Podridão-radicular (Corynespora cassiicola), Antracnose (Colletotrichum truncatum)

        DOSE*
        ML P.C.HA-1
        250 a 350

        DOSE*
        mL p.c.100 L-1

        -

        VOLUME DE CALDA (L/HA)**
        100 – 200

        Nº máximo de aplicações
        2

        p.c. = produto comercial (1 Litro Orkestra® SC equivale a 167g de Fluxapiroxade + 333g dePiraclostrobina)
        i.a. = ingrediente ativo
        * As doses e/ou volumes mais altos devem ser utilizadas em áreas com histórico de alta incidência dadoença e/ou para um maior período de controle, ou no caso de plantas perenes, com maior desenvolvimento vegetativo ou com maior densidade de plantas por hectare, evitando a perda deproduto por escorrimento.
        ** Aplicação terrestre tratorizada.

    Cultivo de algodão

      • cultivo de algodão

        Para o controle da ramulária e ramulose no cultivo do algodão iniciar o manejo de forma preventiva ou assim que aparecerem os primeiros sintomas das doenças. Se necessário repetir a aplicação em intervalos de 12 a 15 dias.

        Tabela de dosagem

        Alvo biológico
        Nome comum/científico
        Ramularia (Ramularia areola), 
        Ramulose (Colletotrichum gossypii var. cephalosporioides)

        DOSE*
        ML p.c.ha-1
        250 a 300

        DOSE*
        mL p.c.100 L-1

        -

        VOLUME DE CALDA (L/HA)**
        150 – 200

        Nº máximo de aplicações
        4

        p.c. = produto comercial (1 Litro Orkestra® SC equivale a 167g de Fluxapiroxade + 333g dePiraclostrobina)
        i.a. = ingrediente ativo
        * As doses e/ou volumes mais altos devem ser utilizadas em áreas com histórico de alta incidência dadoença e/ou para um maior período de controle, ou no caso de plantas perenes, com maior desenvolvimento vegetativo ou com maior densidade de plantas por hectare, evitando a perda deproduto por escorrimento.
        ** Aplicação terrestre tratorizada.

    Cultivo de amendoim

      • cultivo de amendoim

        Recomendamos que inicie as aplicações de forma preventiva ou assim que forem detectados os primeiros sintomas de doenças no cultivo de amendoim. Caso necessário, repetir o controle em intervalos de 14 a 20 dias.

        Tabela de dosagem

        Alvo biológico
        Nome comum/científico
        Mancha-castanha (Cercospora arachidicola), 
        Mancha-preta (Pseudocercospora personata)

        DOSE*
        ML p.c.ha-1
        250 a 300

        DOSE*
        mL p.c.100 L-1

        -

        VOLUME DE CALDA (L/HA)**
        200 – 400

        Nº máximo de aplicações
        4

        p.c. = produto comercial (1 Litro Orkestra® SC equivale a 167g de Fluxapiroxade + 333g dePiraclostrobina)
        i.a. = ingrediente ativo
        * As doses e/ou volumes mais altos devem ser utilizadas em áreas com histórico de alta incidência dadoença e/ou para um maior período de controle, ou no caso de plantas perenes, com maior desenvolvimento vegetativo ou com maior densidade de plantas por hectare, evitando a perda deproduto por escorrimento.
        ** Aplicação terrestre tratorizada.

    Cultivo de batata

      • Tabela de dosagem

        Alvo biológico
        Nome comum/científico

        Mancha-preta (Pseudocercospora personata)

        DOSE*
        ML p.c.ha-1
        200 a 350

        DOSE*
        mL p.c.100 L-1

        -

        VOLUME DE CALDA (L/HA)**
        400 – 500

        Nº máximo de aplicações
        4

        p.c. = produto comercial (1 Litro Orkestra® SC equivale a 167g de Fluxapiroxade + 333g dePiraclostrobina)
        i.a. = ingrediente ativo
        * As doses e/ou volumes mais altos devem ser utilizadas em áreas com histórico de alta incidência dadoença e/ou para um maior período de controle, ou no caso de plantas perenes, com maior desenvolvimento vegetativo ou com maior densidade de plantas por hectare, evitando a perda deproduto por escorrimento.
        ** Aplicação terrestre tratorizada.

    Cultivo de maçã

      • Tabela de dosagem

        Alvo biológico
        Nome comum/científico

        Mancha-foliar-da-gala ou Podridão-amarga (Colletotrichum gloeosporioides)

        DOSE*
        ML p.c.ha-1
        -

        DOSE*
        mL p.c.100 L-1

        20 a 40

        VOLUME DE CALDA (L/HA)**
        1000

        Nº máximo de aplicações
        4

        Alvo biológico
        Nome comum/científico

        Sarna (Venturia inaequalis)

        DOSE*
        ML p.c.ha-1
        -

        DOSE*
        mL p.c.100 L-1

        30 a 40

        VOLUME DE CALDA (L/HA)**
        1000

        Nº máximo de aplicações
        4

        p.c. = produto comercial (1 Litro Orkestra® SC equivale a 167g de Fluxapiroxade + 333g dePiraclostrobina)
        i.a. = ingrediente ativo
        * As doses e/ou volumes mais altos devem ser utilizadas em áreas com histórico de alta incidência dadoença e/ou para um maior período de controle, ou no caso de plantas perenes, com maior desenvolvimento vegetativo ou com maior densidade de plantas por hectare, evitando a perda deproduto por escorrimento.
        ** Aplicação terrestre tratorizada.

    Cultivo de tomate

      • Tabela de dosagem

        Alvo biológico
        Nome comum/científico

        Pinta-preta (Alternaria solani)

        DOSE*
        ML p.c.ha-1
        -

        DOSE*
        mL p.c.100 L-1

        25 a 35

        VOLUME DE CALDA (L/HA)**
        1000

        Nº máximo de aplicações
        4

        p.c. = produto comercial (1 Litro Orkestra® SC equivale a 167g de Fluxapiroxade + 333g dePiraclostrobina)
        i.a. = ingrediente ativo
        * As doses e/ou volumes mais altos devem ser utilizadas em áreas com histórico de alta incidência dadoença e/ou para um maior período de controle, ou no caso de plantas perenes, com maior desenvolvimento vegetativo ou com maior densidade de plantas por hectare, evitando a perda deproduto por escorrimento.
        ** Aplicação terrestre tratorizada.

      O tratamento com Orkestra® SC apresentou maior produtividade

      Veja em cada região os resultados obtidos:

    Orkestra SC - Resultados - Centro Norte

    Centro Norte

    (Goiás, Tocantins, Minas Gerais, Piauí e Maranhão)

    Produtividade BASF 65,28
    Produtividade Padrão 62,18
    Diferença 3,10
    Demoplots 217

    Orkestra SC - Resultados - Centro Sul

    Centro Sul

    (Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo)

    Produtividade BASF 65,07
    Produtividade Padrão 61,47
    Diferença 3,60
    Demoplots 250

    Orkestra SC - Resultados - MT LEM

    MT/LEM

    (Mato Grosso e Bahia)

    Produtividade BASF 56,24
    Produtividade Padrão 53,83
    Diferença 2,40
    Demoplots 287

    Orkestra SC - Resultados - Sul

    Sul

    (Santa Catarina e Rio Grande do Sul)

    Produtividade BASF 67,56
    Produtividade Padrão 63,83
    Diferença 3,72
    Demoplots 158

      Composição

      INGREDIENTES ATIVOS
      Fluxapiroxade + Piraclostrobina

      GRUPOS QUÍMICOS
      Estrobilurina + Carboxamida

      Concentração
      167 + 333 g.i.a/Litro

      Formulação
      SC (Suspensão Concentrada)

      Embalagem

      10 x 1 L
      4 x 5 L

      Uso exclusivamente agrícola. Aplique somente as doses recomendadas. Descarte corretamente as embalagens e restos de produtos. Incluir outros métodos de controle do programa do Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponíveis e apropriados. Registro MAPA: Orkestra® SC nº 08813.

    TOP
    PROD-AEM