Choose a location

    Controle de pragas mosquitos


    Mosquitos

      Quando falamos de mosquitos, logo lembramos das doenças que podem ser transmitidas por esses insetos. Dengue, chikungunya, zika, febre amarela e malária são as que tem causado maior preocupação à saúde pública.

      Os mosquitos, popularmente conhecidos como pernilongos e muriçocas, estão presentes em todas as regiões do Brasil, sendo que o clima é o que determina a sua distribuição e quantidade.

      O néctar das plantas é a principal fonte de alimento dos mosquitos. Vale lembrar, no entanto, que a fêmea é a única que pica o ser humano e sempre com o objetivo de se alimentar e não para se defender. Isso acontece, pois, o sangue humano auxilia na produção e no desenvolvimento dos seus ovos.

      O mosquito Aedes aegypti é a espécie mais conhecida no Brasil, isso porque esse inseto é o responsável pela transmissão da dengue, chikungunya e zika, além de ser vetor da febre amarela urbana.

      A maior incidência de Aedes aegypti é verificada em locais com maior concentração humana. Cada mosquito vive em torno de 30 dias e a fêmea pode colocar até 200 ovos. Os locais preferidos para a postura dos ovos são garrafas vazias, calhas, caixas d’água, pneus, entre outros.

      A espécie Culex quinquefasciatus também está presente em áreas urbanas, perto de córregos e rios poluídos. Além de causar incômodo por suas picadas, o mosquito também pode causar a doença Filariose, conhecida como Elefantíase. Normalmente esse mosquito prolifera-se em locais com saneamento precário.

      Outro mosquito encontrado no país é o Anopheles. Os mosquitos Anopheles são responsáveis pela transmissão da malária. Esses mosquitos podem ser encontrados em áreas de baixa altitude, próximo aos grandes cursos d’água e florestas. No Brasil os mosquitos do gênero Anopheles causam mais incômodos para a população que mora na região Amazônica.

    TOP
    PROD-AEM